Aphyosemion congicum

Aphyosemion congicum Z82-17 male
Descrição original Ahl, E. 1924. Uber neueafrikanische Zahnkarpfen der Gattung Panchax. Zoologischer Anzeiger. 60 (3-4), 307.
Subgénero Aphyosemion Myers, 1924
Etimologia congicus= originário do Congo
Localidade tipo Congo – Zaire
Populações e códigos Takundi, Vue River “Z 82-17”
Comprimento do macho 4,5 cm
Comprimento da fêmea 4 cm
Habitat
e distribuição
Apenas conhecido em alguns riachos sob cobertura florestal entre o Rio Kwango e o Rio Gamba a sudoeste de Kinshasa a Oeste do Zaire.
Manutenção Espécie com dificuldade de manutenção fácil. Pode ser mantido em casais ou trios.
Reprodução Não é uma espécie difícil e para reprodução pode usar-se um aquário com cerca de 10 litros com alguma turfa fibrosa ou mops (flutuantes ou de fundo) que podem servir para postura dos ovos e para refúgio das fêmeas. O aquário deverá ser colocado num local com fraca iluminação. Os ovos podem ser recolhidos e transferidos para outro recipiente para incubação em turfa húmida por um período de cerca de 14-20 dias após o qual serão colocados em água para eclosão. Os alevins podem de imediato consumir náuplios de artémia recém-nascida. Os jovens são de crescimento razoavelmente lento e só atingem a maturidade sexual com cerca de 6-8 meses.
Temperatura (ºC) 10.  11.  12.  13.  14.  15.  16.  17.  18.  19.  20.  21.  22.  23.  24.  25.  26.  27.  28.  29.  30.  31.  32.  33.  34.  35
pH 5.4 – 5.6 – 5.8 – 6.0 – 6.2 – 6.4 – 6.6 – 6.8 – 7.0 – 7.2 – 7.4 – 7.6 – 7.8 – 8.0 – 8.2 – 8.4
Iluminação  muita intensidade – média intensidade – pouca intensidade – luz difusa
Aquário (capacidade mínima)  10L;  20L;  30L;  50L;  100L
Observações Recomenda-se trocas frequentes de cerca de água entre 30% a 70%.
Aphyosemion congicum
Aphyosemion congicum Z82-17 maleAphyosemion congicum Z82-17 male

Aphyosemion congicum

0